Educação

Estudante de RO desenvolve detector de vazamento de gás de baixo custo

Gabriel dos Santos Mota representará Rondônia em feira nacional que conta com a parceria da Unesco. Sensor também detecta outros gases, como o propano, metano e hidrogênio.

Um estudante do ensino médio em Rondônia desenvolveu um sensor inovador de baixo custo que detecta o vazamento de gás em residências. O jovem de 18 anos, agora pretende concorrer com a criação em um evento nacional.

Gabriel dos Santos Mota é estudante de Jaci-Paraná (RO), distrito de Porto Velho. A criação é um sensor que detecta o vazamento de gás GLP, de uso doméstico, que dispara com alcance de som de até 12 metros.

Como forma de alerta, o som dura cerca de 10 segundos, enquanto uma lâmpada de LED vermelha permanece acessa. A criação ainda aciona uma válvula que trava o botijão de gás. Além de GLP, o equipamento também detecta a presença de outros gases, como o propano, metano e hidrogênio.

O trabalho de Gabriel agora será exibido no Expo Milset Brasil, que acontece em Fortaleza (CE), até o fim desse mês. O evento conta com a parceria da Universidade Federal do Ceará (UFC), a Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Unesco, e reúne cerca de 120 trabalhos de alunos do ensino infantil, médio, técnico e superior de todo o Brasil, além de países vizinhos, como a Argentina, Chile, Paraguai, México e Peru.

Para representar Rondônia na Expo Milset Brasil, Gabriel adicionou um meio que permite o envio de uma mensagem pela internet ao dono da residência tempo real.

O estudante foi selecionado após conquistar o primeiro lugar na edição 2018 da Feira de Rondônia Científica e de Inovação Tecnológica (Ferocit), na categoria Ensino Médio. O objetivo agora é fornecer o produto com baixo custo financeiro em relação aos sensores existentes hoje no mercado, que podem chegar a R$ 1.200.

G1

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar